Boliviana constrói casas de garrafas PET para famílias carentes em 20 dias

Visualizado 2.195 vezes
Boliviana constrói casas de garrafas PET para famílias carentes em 20 dias
Avalie este conteúdo

Desde pequenininha, a boliviana Ingrid Vaca Diez é apaixonada por artesanato. E ela viu nesse talento uma ferramenta para construir casas para famílias em situação de extrema pobreza usando garrafas PET

Casa-de-Botellas-Ingrid-Vaca-Diez-garrafas-PET-560

Casas de Botellas é o nome da iniciativa criada pela boliviana Ingrid Vaca Diez. Envolvida com trabalho voluntário desde pequena e apaixonada por artesanato, a advogada de Santa Cruz de La Sierra teve a ideia de construir casas de garrafas PET para famílias em situação de extrema pobreza após uma briga com o marido, que não aguentava mais a quantidade de ‘entulho’ que Ingrid guardava em casa para trabalhos manuais. “Dá para construir uma casa com esse monte de PET”, reclamou o parceiro em tom de ironia – o que bastou para acender uma luz na cabeça da boliviana.

Ingrid foi estudar jeitos de construir casas com as garrafas recicláveis e descobriu a fórmula ideal: PETs e uma espécie de cimento sustentável, feito com barro, açúcar, mingau e linhaça.

14 anos depois de começar o projeto, a boliviana já tem no currículo mais de 300 moradias construídas para famílias em situação de extrema pobreza – não só na Bolívia, mas em outros países do continente americano, como Argentina, México, Panamá e Uruguai.

Poderia ser muito mais: com cerca de 82 garrafas PET de 2 litros (ou 240 de 600 ml) por metro quadrado, Ingrid garante que é possível construir uma casa em 20 dias, com a ajuda de cerca de 10 voluntários – contando os futuros moradores, que ela faz questão de que participem do processo para dar mais valor à moradia. O problema é que falta matéria-prima e mão de obra disposta a trabalhar “apenas” para ajudar o próximo.

Construir no Brasil está nos planos da boliviana, que está bem animada. Para ela, o povo brasileiro é mais receptivo ao trabalho voluntário e também tem a cultura dareciclagem mais sedimentada, em relação aos outros países da América Latina, o que facilita a coleta das garrafas PET. Com tanto entusiasmo, certamente a advogada vai conquistar o coração de muita gente boa por aqui. Vem logo, Ingrid!

Fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Boliviana constrói casas de garrafas PET para famílias carentes em 20 dias"

Deixe um comentário

Translate »