Duas cariátides descobertas no maior túmulo antigo na Grécia

Visualizado 1.999 vezes
Duas cariátides descobertas no maior túmulo antigo na Grécia
Avalie este conteúdo

Supõe-se que o túmulo seja da época de Alexandre, o Grande, e pertença a uma figura importante.

Duas cariátides hieráticas, estátuas de mulheres vestidas com trajes drapeados, foram descobertas na entrada do misterioso e maior túmulo antigo encontrado na Grécia, em Anfípolis, onde elas guardam o acesso, anunciou no domingo o ministério da Cultura grego.

No sábado, “a retirada de terra da frente do segundo muro que encerra o túmulo revelou, sob a arquitrave em mármore, entre as pilastras, duas cariátides, de excelente construção, também em mármore”, lê-se no comunicado do ministério.

Nas fotos divulgadas, vê-se a sair da terra, até meio do busto, duas figuras femininas, cujos cabelos tombam sobre os ombros, vestidas com uma túnica com mangas. As cabeças das estátuas sustêm um entablamento.

“O braço esquerdo de uma e o direito da outra estão colocados de forma a interditar simbolicamente o acesso ao túmulo”, descreve o comunicado, que precisa que as estátuas têm 60 centímetros de altura por 20 de largura.

Desde meados de Agosto que o arqueólogos avançam em direcção ao coração deste impressionante túmulo, roedado por um muro de mármore de 497 metros de comprimento, datado de entre 330 a.C. e 300 a.C., ou seja, da era de Alexandre, o Grande (356-323 a.C.).

O primeiro-ministro Antonis Samaras classificou de “muito importante” esta descoberta na região da Macedónia, a 600 quilómetros para nordeste de Atenas e a 100 quilómetros de Salónica.

Antes das cariátides, tinham sido encontradas à entrada do túmulo duas esfinges imponentes. Um chão de mosaicos, com delicados ornamentos coloridos, e capitéis de colunas esculpidos foram igualmente descobertos, segundo as informações do ministério, que emite regularmente comunicados e revela imagens, criando suspense.

“A disposição da segunda entrada com as cariátides constitui um indício importante da ideia de que se trata de um monumento com uma importância particular”, refere o texto. As hipóteses evocam uma personalidade eminente do reino macedónio antigo: Roxane, a mulher persa de Alexandre, Olímpia, a mãe do rei, ou um dos seus companheiros e generais.

A segurança em torno das escavações é drástica, e não foi avançada ainda uma data para a entrada no túmulo. A probabilidade de o túmulo de Anfípolis ser o de Alexandre são quase nulas, porque após a sua morte, aos 32 anos, na Babilónia, os restos mortais terão sido levados para Alexandria, no Egipto, embora nenhuma escavação tenha, até agora, confirmado este cenário.

Fonte: http://www.publico.pt/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Duas cariátides descobertas no maior túmulo antigo na Grécia"

Deixe um comentário

Translate »