Mãe faz filho pedir desculpas e levar flores para colega após empurrão

20160706103202qCxPyQXrM2
Visualizado 837 vezes

O pequeno Diogo, de 4 anos, levou flores para a coleguinha e pediu desculpas

A mãe Tavane Carvalho, que mora em Porto Alegre (RS), teve uma ideia após ficar sabendo que seu filho, Diogo, de 4 anos, havia empurrado uma coleguinha na escola.

Além de conversar com o menino e educá-lo sobre a situação, ela fez questão de mandá-lo para a escola com um vaso de flores e um pedido de desculpas para a menina.

Em seu perfil no Facebook, ela publicou uma foto do menino segurando o vaso com violetas e explicou: “Depois de muita conversa, castigo ontem, hoje foi o dia de levar flores para a coleguinha que ele empurrou ontem na escola. #naosebateemmulher #sóflores #sócarinho #vaiserumprincipe #nãoéfácil”.

Tavane explicou que tudo começou na última quinta-feira (30), quando foi buscar o menino na escola e a professora perguntou a se ele não tinha nada a contar para a mãe. Foi assim que ela soube que, ao invés de pedir licença para passar, o Diogo havia empurrado uma coleguinha chamada Isabelle.

“Na hora eu não fiz nada, somente deixei ele no pátio da escola. No carro fui pensado sobre o que fazer, sem assunto com ele. Eu disse que estava muito triste com ele”, explica ela. “Cheguei em casa e o coloquei na minha frente, pedi pra ele conversar comigo olhando nos meus olhos e expliquei que não se bate no colegas, ainda mais em meninas”.

Tavane e o filho (Foto: Reprodução/Facebook)

Assim, ela conta que deixou o filho de castigo no quarto (permitido somente a ir ao banheiro) por algumas horas. “Ele ficou lá até a hora de dormir, rezou para Deus, disse que não ia fazer mais, me pediu desculpas diversas vezes, mas fiquei forte e mantive a palavra do castigo”, relembra.

No dia seguinte, a mãe voltou a falar com o filho sobre o assunto e teve a ideia das flores enquanto o levava para a escola. “Parei no mercado e falei para ele escolher uma flor para a Isabelle. Falei para ele pedir desculpas, prometer a ela que não iria mais fazer o que fez e entregar as flores para ela fica feliz com ele”.

Sob o olhar da professora, que depois narrou a situação para Tavane, o menino pediu desculpas e ofereceu as flores para a coleguinha. Sem reação, ela só aceitou o gesto e retruibiu o abraço oferecido por ele quando autorizada pela própria mãe, que estava com ela no momento.

O final do dia foi de aprendizado. “Quando peguei ele na escola, eu perguntei se ele foi desculpado, ele disse que sim e que não iria mais repetir o erro. Agora é esperar que nunca aconteça mesmo”, finaliza ela.

Feita na sexta-feira (1º), a publicação viralizou: mais de 51 mil curtidas, seis mil compartilhamentos da postagem original e mais de 3 mil comentários – a maioria elogiando a atitude da mãe. “Parabéns pela postura, Tata Carvalho. Atitudes como esta que parecem simples são o diferencial pra guiar nossos filhos no caminho do bem”, escreveu uma internauta.

Fonte: http://www.redetv.uol.com.br/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »