Pedreiro desempregado encontra R$ 8mil e devolve ao dono

Visualizado 615 vezes
Pedreiro desempregado encontra R$ 8mil e devolve ao dono
Avalie este conteúdo

Em um incrível exemplo de honestidade, pedreiro devolve dinheiro que não era dele, mesmo passando necessidade.

O pedreiro Edson Rosa, de 49 anos, encontrou um envelope com R$ 8 mil na rua em frente a uma loja de materiais de construção, no bairro Arapoanga, em Planaltina, no Distrito Federal. Mesmo desempregado e com várias contas atrasadas, ele não pensou duas vezes antes de devolver toda a quantia a seu dono.

Nesta segunda-feira, Edson saiu de casa e foi até a loja de materiais de construção para comprar uma lata de cola, para consertar o carrinho de brinquedo do neto, de 1 ano e 11 meses. Ele encontrou o envelope no chão da rua, na entrada do estabelecimento comercial.

– Ele saiu para comprar uma cola e no caminho achou um envelope na rua. Como tinha o nome do dono da loja escrito, ele decidiu devolver na hora. Como o dono da loja não estava, ele deixou com um funcionário – disse Helena Teixeira, mulher do pedreiro, que, muito tímido, não quis dar entrevista.

Edson nem contou a quantidade de dinheiro que havia dentro do pacote. Como ele e Helena são fregueses frequentes do local e conhecem o dono do estabelecimento, acharam melhor avisar sobre a devolução do envelope.

– Ligamos para informar que o Edson tinha achado e que o envelope estava com o funcionário da loja. Ele disse que sentiu falta do dinheiro na hora de fazer o depósito e agradeceu – disse ela.

Edson ganha a vida fazendo pintura, reparos e construção em residências. No entanto, com a falta de trabalho, está vendo as contas se acumularem.

– Nós estamos com algumas contas atrasadas, mas temos ainda uma pequena renda de um aluguel. Ele é muito honesto, muito correto, um grande profissional. Está sem emprego por enquanto, como muita gente. Mas, quando viu o dinheiro, não pensou duas vezes antes de devolver. Não é certo pegar algo que não é seu – contou Helena.

Ronaldo, dono do estabelecimento, disse que conhece Edson e Helena há cerca de um ano e que ficou surpreso com a atitude do pedreiro.

– Sempre soube que ele era honesto. Mas me surpreendi em ver o tamanho da honestidade dele. Outra pessoa levaria o dinheiro para si. Mas ele fez questão de devolver e de garantir que eu tinha recebido a quantia de volta. Achei uma atitude muito boa da parte dele. Infelizmente nem todo mundo é assim – disse Ronaldo.

Apesar de ter ficado conhecido no bairro, o pedreiro está fugindo de aparecer. Segundo Helena, Edson é discreto e não imaginou que a simples ação poderia chamar tanta atenção.

– Ele não fez para chamar a atenção de ninguém. Nem ficamos falando para todo mundo. Ele fez porque é o correto, deveria ser normal que as pessoas agissem assim. O dinheiro não era dele. Tinha um dono e faria falta para essa pessoa – concluiu.

Fonte: Extra

 

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »