Refugiado do Congo inaugura no Brasil restaurante vegano com pratos típicos do seu país

refugiadassoooo-congo
Visualizado 2.882 vezes

O congolês Picthou Luambo chegou ao Brasil seis anos atrás fugindo dos conflitos armados que há mais de 20 anos assolam seu país natal. Picthou é formado em Direito, mas não pode exercer sua profissão no Brasil por questões burocráticas.

Na República Democrática do Congo, terceiro maior país do continente africano, ele era um ativista das causas sociais. Pitchou denunciava estupros cometidos por integrantes das forças armadas que tentam tomar o controle do seu país e defendia vítimas da violência.

No início do ano, ele abriu, em São Paulo, um restaurante vegano com pratos típicos do seu país – onde as pessoas estão habituadas a comer muito mais vegetais do que carnes. Ele viu nisso uma oportunidade de começar o seu próprio negócio no Brasil.

O Congolinária fica dentro do espaço O Quintal de Casa, uma praça de alimentação independente localizada o bairro do Itaim Bibi, na zona sul da cidade. Com nomes como “Fufu”, “Sambusa”, “Simba”, “Tembo” e “Omomba”, os pratos despertam a curiosidade e aguçam o paladar. O lugar está fazendo o maior sucesso! Um jeitinho de matar a saudade de casa e, ao mesmo tempo, apresentar aos brasileiros a cultura congolesa para, quem sabe, acabar com tanto preconceito.

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »