Atleta deficiente visual realiza sonho e estreia em partida de futebol americano

Atleta deficiente visual realiza sonho e estreia em partida de futebol americano
Avalie este conteúdo

Mesmo depois de ter perdido a visão, Jake Olson persistiu no sonho de criança, que foi realizado com empurrãozinho de um técnico da NFL.

Cego desde os 12 anos de idade por conta de um câncer na retina, Jake Olson nunca desistiu de seus sonhos: jogar futebol americano. Quando ingressou na universidade, permaneceu persistindo no esporte e passou a fazer parte do time da USC (Universidade do Sul da Califórnia). O famoso treinador de times da NFL Pete Carroll chegou a comandar a equipe da entidade e ajudou o garoto a realizar seu desejo.

Aos 10 meses de idade, Jake perdeu o olho esquerdo, mas o agravamento do câncer fez com que o direito fosse removido 12 anos depois, ficando completamente cego . “Depois de uma situação feia e em oito anos ter a oportunidade de entrar no campo de futebol com a equipe, foi lindo. É emocionante, incrível”, disse o jovem universitário ao “USA Today”.

Mas Jake Olson teve a oportunidade de entrar em campo durante um jogo regular pela primeira vez, realizando o seu desejo na fase de estreia do campeonato universitário dos Estados Unidos. Era uma partida da Universidade do Sul da Califórnia contra a equipe da Universidade Ocidental de Michigan, mas os visitantes já não tinham mais chances de virar o jogo. O treinador Clay Henton se virou para Jake e disse: “Você está pronto? Vamos fazer isso!”. Com a ajuda dos colegas de time, ele foi guiado dentro do gramado e alinhado perto da bola.

Para a estreia de Jake Olson, o técnico do USC contou com a ajuda do treinador do time adversário, Tim Lester. Helton contou a situação e a intenção de colocar o jovem para jogar. “Era uma decisão maior que o jogo. Foi uma oportunidade única para um jovem homem. Fiquei feliz em fazer parte disso”, disse o comandante do Michigan.

Os pais do garoto também acompanharam a partida de perto e ficaram orgulhosos com a estreia do filho. “Eu estava gritando muito”, disse a mãe Cindy Olson. “Eu pulava muito e havia muitas pesoas que nem conhecíamos, gritando também. Eu não parava de dizer: ‘Esse é o meu filho!’. Isso foi histórico, foi maravilhoso. Era o sonho de Jake”.

“Eu amei estar lá”, disse Olson. “Foi um sentimento incrível, algo que eu vou me lembrar para sempre. Fazer parte do time da USC como jogador… Estou tentanto dizer o máximo que consigo, porque ainda não estou acreditando nisso”, finalizou o primeiro atleta cego a jogar futebol americano .

Pete Carroll já comandou equipes de peso como New York Jets, San Francisco 49ers e atualmente é o treinador do Seattle Seahawks. Entre 2001 e 2009, era o responsável pela equipe da Universidade do Sul da Califórnia e foi lá onde conheceu Jake Olson.

“Eu estava tão animado para esse momento, que eu não conseguia parar de chorar. Foi emocionante”, disse Carroll, que mesmo após deixar o comando universitário, persistiu no sonho do jogador cego. “Foi um momento incrível. Estou tão feliz que o treinador Helton descobriu uma maneira de criar uma oportunidade para Jake mostrar o que ele pode fazer. Ele é um jovem extraordinário”.

Confira o vídeo do momento.

Fonte: IG Esportes

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »