Bioplastia nasal: o que é e quais as vantagens do procedimento

Saiba como funciona o procedimento de bioplastia nasal e tire suas principais dúvidas sobre o tema.

Hoje em dia, já é possível corrigir imperfeições e até fazer modificações no nariz sem a realização de cirurgias plásticas como a rinoplastia.

Um dos avanços mais efetivos dentro da área é a bioplastia nasal, também chamada de rinomodelação. Embora o procedimento não seja indicado em todos os casos, ele pode ser muito efetivo para tratamentos estéticos no nariz.

Entenda mais sobre o que é a bioplastia e quais são as vantagens desse procedimento minimamente invasivo.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

O que é bioplastia nasal?

Também conhecida como rinomodelação, a bioplastia nasal é um procedimento não cirúrgico que promete melhorar o aspecto estético do nariz.

Ela é indicada para quem deseja:

  • Fazer pequenas alterações na estrutura nasal;
  • Corrigir pequenas imperfeições;
  • Retocar os resultados da rinoplastia ou potencializá-los – principalmente a longo prazo.

Como funciona o procedimento?

Por meio de seringas com agulhas, são injetados produtos para preenchimento da estrutura, de maneira rápida e simples.

A duração total do procedimento é em torno de 30 minutos: primeiro é realizada uma limpeza completa e profunda no local (assepsia); em seguida, é aplicado um creme anestésico que diminui a dor e o desconforto; por fim, os materiais são injetados na estrutura nasal, garantindo um melhor contorno – de acordo com os resultados estéticos desejados pela paciente.

É importante entender que quando é feito preenchimento com ácido hialurônico os resultados não são definitivos, como de uma cirurgia plástica.

A principal causa é que o ácido hialurônico é uma molécula natural do nosso corpo, sendo degradada com o passar do tempo.

Quais são as principais vantagens da técnica?

A principal vantagem da técnica de rinomodelação é que ela não se trata de uma cirurgia no nariz como a rinoplastia.

Desta maneira, ela acaba sendo uma alternativa mais tranquila para quem não quer se submeter a uma cirurgia, mas deseja tratar alguns aspectos indesejáveis na estética.

Mas tenha em mente que nem tudo é possível com essa técnica, diferentemente da rinoplastia.

Portanto, embora seja bem vantajosa, ela não é recomendada para todos os casos.

Há contraindicações?

Como todos os procedimentos, a bioplastia nasal também possui contraindicações, principalmente para:

  • Pessoas que possuem alergia ou impossibilidade de utilizar o ácido hialurônico ou algum outro componente a ser injetado;
  • Gestantes.

O procedimento tem riscos?

Embora eles sejam minimizados, por se tratar de uma técnica não invasiva, existem riscos sim, sendo que os principais são:

  • Necrose do tecido;
  • Surgimento de ondulações na região tratada;
  • Cegueira.

Por esse motivo, a escolha de um profissional qualificado para sua aplicação é de extrema importância, visto que a maioria dos riscos estão relacionados com o uso indevido do material ou por um erro de aplicação por alguém que não entendia bem sobre a estrutura nasal.

Como funciona o pós-procedimento?

Após a bioplastia nasal, a recuperação envolve o surgimento de alguns hematomas e inchaço, que tendem a ser moderados.

A técnica em si não traz dor, mas é necessário cuidar ao máximo com traumas que possa sofrer na região em que o preenchimento foi realizado – principalmente batidas.

Caso surja algum efeito colateral ou sintoma específico como cegueira, dificuldade para enxergar, febre, dores intensas ou aspecto pálido é extremamente essencial buscar um serviço médico de emergência o quanto antes – além de contatar o profissional responsável pela aplicação.

Qual é a diferença entre bioplastia e rinoplastia?

O primeiro passo é entender que a rinoplastia é uma cirurgia plástica e possui muito mais aplicações do que a bioplastia nasal.

A rinoplastia, por exemplo, pode ser usada para corrigir desvio de septo, retirada dos cornetos nasais, mudança do formato e tamanho do nariz (sejam elas bruscas ou não), alterações em sua ponta, afinamento da estrutura, diminuição do osso ou “calo” nasal.

Por esse motivo, a rinoplastia é bem mais complexa e possui muito mais aplicações do que a bioplastia, que é mais indicada para tratar pequenas imperfeições apenas a nível estético.

Você sabia que existem vários formatos de nariz?

A população brasileira é formada por uma grande diversidade, graças aos processos imigratórios.

Com essa grande mistura genética, vários tipos de nariz ficaram comuns na sociedade brasileira e é por isso que vemos tanta diversidade estética!

Dentre os mais comuns, podemos citar:

  • Nariz negroide – comum às pessoas de etnia negra, esse nariz tem a base mais larga, ponta arredondada e dorso curto;
  • Nariz adunco – possui a ponta projetada para baixo;
  • Nariz romano – apresenta um “carocinho” quando a pessoa se vira de perfil;
  • Nariz asiático – tem a ponte mais baixa e larga, sendo um nariz curto;
  • Nariz fino e arrebitado – o mais desejado esteticamente, sendo muito requisitado por quem busca uma rinoplastia.

Dica importante: é muito importante respeitar sempre a beleza natural.

Embora o formato de nariz fino e arrebitado seja o preferido pela população, ele não é viável em todos os tipos de rosto e o cirurgião sempre deve levar em conta a anatomia facial e prezar por uma harmonização que respeite as características da paciente.

Por isso, antes de procurar um procedimento nasal, saiba que você sempre deve colocar sua saúde em primeiro lugar, buscando um profissional habilitado que respeite sua anatomia e estética naturais.

Outros aspectos importantes

         Existem vários tipos de nariz que são comuns na sociedade brasileira. Mas apesar de toda a diversidade, aquele aspecto estético fino e arrebitado acaba sendo o queridinho, fazendo com que muitas pessoas se sintam incomodadas com sua feição nasal.

         Muitos casos só podem ser resolvidos com rinoplastia, a cirurgia plástica nasal, mas alguns podem se beneficiar com procedimentos minimamente invasivos, como a bioplastia nasal, também conhecida como rinomodelação.

         Se você deseja alavancar ou retocar os resultados da rinoplastia ou quer corrigir pequenas imperfeições no nariz, esse procedimento pode ser indicado no seu caso.

         Só não esqueça que, mesmo simples, essa técnica deve ser realizada por um profissional especializado, prezando sempre pela sua saúde.

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »