Brasileira de 11 anos leva bronze na Liga Mundial de Skate competindo com adultos

Ela é reconhecida por Tony Hawk e encantou o mundo pela habilidade e estilo ao andar de skate.

Agora, a maranhense Rayssa Leal reafirma a qualidade ao garantir o bronze na etapa de Londres da Liga Mundial de Skate (SLS).

A ‘fadinha’, como é conhecida, chegou a liderar por alguns momentos e competiu com a camiseta da seleção brasileira de futebol. Aos 11 anos, ela chamou a atenção de todos, “gostaria de ser como a Rayssa quando eu crescer”, escreveu em inglês uma fã.

O Mundial não prevê limite etário e possibilita a competição entre crianças e adultos. ‘Fadinha’ se inspira na skatista profissional Letícia Bufoni e ganhou o primeiro skate quando tinha 6 anos de idade.

O bronze em Londres significa muito. A etapa da Liga Mundial é vista como a abertura para os jogos olímpicos de Tóquio, onde o skate estreia como modalidade olímpica. O Brasil pode inscrever até 12 atletas na competição de 2020. Atenção para as modalidades: park feminino e masculino, street feminino e masculino, todas com três vagas cada.

Fonte: Hypeness

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »