Ela editou seu corpo de acordo com o ‘belo’ cada década para mostrar como padrões são bobos

Ela editou seu corpo de acordo com o ‘belo’ cada década para mostrar como padrões são bobos
Avalie este conteúdo

Há séculos as mulheres são pressionadas a se adequar a padrões de beleza para se encaixar nos modelos que a sociedade considera mais agradáveis para os homens.

Para mostrar como o conceito de belo muda com o tempo e como a tentativa de padronização é estúpida, Cassey Ho decidiu usar o Photoshop para “se encaixar” em diferentes décadas.

Cassey é conhecida como blogilates no Instagram, onde conta com mais de um milhão de seguidores. “Por que nós tratamos nossos corpos como tratamos a moda? ‘Peitos estão fora! Bundas estão dentro!’. Bem, a realidade é que fabricar nossos corpos é muito mais perigoso do que produzir roupas. Pare de ‘jogar seu corpo fora’ como se fosse fast fashion”, escreveu.

O corpo perfeito = O verdadeiro eu

A educadora física criticou a mídia, que define quais tipos de corpo estão na moda através da publicidade, televisão e cinema, e as próprias redes sociais onde ela se destaca, com influenciadoras que ficam famosas e desaparecem tão logo seu padrão de beleza é trocado pelo próximo.

Durante a realização do projeto eu pensei que poderia gostar de algum dos resultados, mas nenhum pareceu certo para mim. Prefiro meu corpo como é, com peito e bunda pequenos, mas pernas e ombros fortes, formando uma silhueta que é minha”, reflete. “Por favor, trate seu corpo com amor e respeito e não sucumba ao padrão de beleza. Abrace seu corpo porque ele é SEU corpo perfeito”, concluiu Cassey.

O corpo “perfeito” de 2018 – Cintura fina, bunda grande

O corpo “perfeito” de 2000 – Peitos grandes, pernas longas

O corpo “perfeito” dos anos 90 – Extremamente magra

O corpo “perfeito” dos anos 50– Estilo ampulheta

O corpo “perfeito” dos anos 20 – Parecido com meninos

O corpo “perfeito” de 1400 até 1700 – Cheio e curvilíneo

Fonte: Hypeness

 

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »