Em NY, usuários trocam trabalho voluntário por aulas em academia

Em NY, usuários trocam trabalho voluntário por aulas em academia
Avalie este conteúdo

Com os altos preços das academias de ginástica, o que poderia ser um benefício, acaba sendo um privilégio para alguns.

Como forma de incentivar a população a praticar exercício físico, algumas academias de Nova York (EUA) estão oferecendo um programa, o ‘World-trade Programs’ (Programa de Comércio de Trabalho, em português), que permite aos clientes trocarem trabalho voluntário por aulas.

O sistema permite que qualquer pessoa ajude a manter o espaço e banheiros limpos e arrume os equipamentos utilizados.

Em troca do número de horas trabalhadas, eles ganham uma aula de spin (bicicleta) que, normalmente, custa em torno de US$ 25 (R$ 56). As horas podem ser acumuladas e utilizadas a qualquer momento pelo usuário.

Embora os trabalhos de, por exemplo, estocar papel higiênico ou limpar assentos de bicicletas, possam parecer bastante monótonos, o programa também tem por objetivo integrar a equipe de voluntários com os funcionários das academias.

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Em NY, usuários trocam trabalho voluntário por aulas em academia"

Deixe um comentário

Translate »