Estudos comprovam que folhas verdes reduzem o risco de perda de memória

Compartilhe Boas Notícias

As folhas verdes são ricas em fibras com alta capacidade de serem utilizadas pelas bactérias do bem.

Estudo feito na Universidade de Chicago associou o consumo das folhas verdes com a saúde no cérebro. A pesquisa foi feita com mais de 900 pessoas com idade entre 55 e 99 anos, no período de 10 anos.

As 900 pessoas foram divididas em dois grupos, um deles comia folhas verdes com frequência e o outro grupo não. Quem não consumia folhas verdes teve um resultado pior no teste de memória, um declínio cognitivo mais acentuado.

O estudo concluiu que consumir folhas verdes duas vezes por dia diminui em até 10% a perda de memória. O segredo dessas folhas é a presença de vários nutrientes amigos da nossa memória, como a filoquinona, a luteína e o alfa-tocoferol.

Além desses nutrientes citados pelos pesquisadores, as folhas verdes são ricas em fibras com alta capacidade de serem utilizadas pelas bactérias do bem, ou seja, são fundamentais para a manutenção da microbiota intestinal.

O espinafre, couve, escarola, chicória, brócolis, alface (lisa, crespa), rúcula, agrião e alface americana estão entre essas folhas. O ideal é consumir apenas duas porções todos os dias. O excesso de espinafre pode trazer problemas, por causa do oxalato.

Fonte: Rede Piauí

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »