Mestre cervejeiro explica mitos e verdades sobre a cerveja sem álcool

Compartilhe Boas Notícias

Cerveja, cerveza, beer, bier, birra e bière. Há muitas formas de pedir uma breja em diferente locais do mundo, mas em todos eles há uma coisa em comum: a paixão que esta palavra desperta.

Um afeto que não é por acaso, já que ele está intimamente ligado a dois fatores principais: a capacidade da bebida em proporcionar bons momentos ao lado de amigos e familiares, ao mesmo tempo em que provoca os mais variados prazeres sensoriais.

Mestre cervejeiro explica mitos e verdades sobre a cerveja sem álcool
Crédito: Wäls | Divulgação. Célio Gutstein, o mestre cervejeiro da Wäls, derruba diversos mitos sobre a qualidade e o sabor da cerveja sem álcool

E falar em prazer dentro de um universo tão democrático quanto o da cerveja não é uma tarefa das mais fáceis, já que a bebida possui uma infinidade de escolas, sabores e estilos. Um deles, inclusive, tem ganhado cada vez mais destaque por conta de uma série de lançamentos voltados para a cerveja sem álcool.

Alvo de diversos mitos, a breja 0% álcool tem se tornado uma opção cada vez mais procurada. Seja pelo lado saudável ou pela possibilidade de incluí-la em outros momentos no qual a cerveja tradicional não é bem vinda, o fato é que ela veio pra ficar e isso abre uma série de possibilidades para o mercado e para os apaixonados pela bebida.

Para entender melhor o que está por trás deste movimento, batemos um papo com Célio Gutstein, o mestre cervejeiro da Wäls, que apresenta a Wäls Session Free. Ela é a primeira Session IPA zero álcool do Brasil, o que mostra a evolução deste estilo no país.

Mestre cervejeiro explica mitos e verdades sobre a cerveja sem álcool
Crédito: Wäls | Divulgação. Wäls Session Free é a primeira Session IPA zero álcool do Brasil

Durante a conversa, o mestre cervejeiro da Wäls derruba mitos sobre a qualidade e o sabor da cerveja 0% álcool, ao mesmo tempo em que dá um interessante panorama sobre as diferenças em seu processo de fabricação.

E falando na Wäls, vale lembrar que a cervejaria mineira está com uma ação muito legal envolvendo a Rappi, na qual ela vai fazer a distribuição de oito mil unidades da Wäls Session Free pela plataforma do aplicativo.

Confira a entrevista:

Recentemente, muitas marcas incluíram cervejas 0% álcool em seus portfólios. O que se deve esse movimento?

As pessoas estão cada vez mais exigentes na hora de escolher os produtos que irão consumir e também buscando novidades, principalmente versões mais saudáveis e que permitam desfrutar melhor cada ocasião de consumo. No mercado de cerveja esse cenário não é diferente e, como exemplo, vemos o crescimento do segmento de bebidas sem álcool.

Além disso, o repertório cervejeiro dos consumidores tem se ampliado e as cervejas sem álcool se tornaram uma ótima opção para aqueles que não querem abrir mão de tomar uma boa cerveja, mesmo que sem álcool.

É possível fazer uma cerveja artesanal sem álcool?

Quando falamos de cerveja artesanal, a primeira coisa que me vem à cabeça é sobre a liberdade que temos em criar e inovar dentro deste mundo.

Quantos estilos de cerveja nós conhecemos e já provamos? Se você é um apreciador de cervejas artesanais, possivelmente conhece, senão muitos, pelo menos alguns estilos diferentes de cervejas. E quantos desses estilos você já provou sem álcool?

Essas perguntas nos estimularam a pensar que talvez em um momento futuro, com o amadurecimento deste mercado, vários estilos de cerveja em suas versões sem álcool vão existir e nós estamos muito felizes em fazer parte disso.

Sobre a parte produtiva na prática, existem algumas formas de se fabricar cervejas sem álcool, desde o uso de leveduras específicas em uma fermentação interrompida até a utilização de equipamentos de destilação a vácuo em baixas temperaturas. Portanto, sim, utilizando a tecnologia e a criatividade é possível fazer uma cerveja artesanal sem álcool.

O que você pode dizer sobre o mito de que a cerveja sem álcool tem menos qualidade do que a tradicional?

Se a definição de qualidade estiver relacionada ao sabor, por exemplo, apesar de ainda, infelizmente, existir este preconceito de que cervejas sem álcool possuem um sabor ruim, eu não diria que a qualidade de uma cerveja zero é menor do que a de uma cerveja com álcool.

Se você olha o exemplo da própria Wäls Session Free, muitos cervejeiros a consideram como uma opção saborosa e de qualidade quando optam por beberem algo sem álcool. É muito legal ver que ela está sendo consumida em momentos normalmente atípicos, no almoço, trabalho ou até mesmo antes de fazer uma atividade física.

Agora, se entendermos qualidade como algo relacionado aos benefícios, uma cerveja sem álcool pode ter mais atributos a seu favor se comparada a uma tradicional, principalmente diante da quantidade de calorias.

Além de ajudar na hidratação, por ter grande parte da sua composição com água, a cerveja na versão zero álcool possui menos calorias (no caso da Session Free, aproximadamente 21 kcal/100ml), podendo também ser considerada uma cerveja light.

Então, definitivamente não faria essa afirmação tomando como base somente o fato de ter álcool ou não ter, a qualidade da cerveja depende de vários outros fatores dentro do controle de insumos e processos cervejeiros.

Outro mito muito difundido entre as pessoas é de que a cerveja sem álcool é menos saborosa do que a tradicional. O que você diria a uma pessoa que acredita neste conceito?

Infelizmente ainda existe esse preconceito de que uma cerveja sem álcool é menos saborosa que uma cerveja tradicional. No entanto, é importante ressaltar que o sabor de uma cerveja é o resultado da combinação entre os sabores dos maltes, lúpulos e produtos da fermentação, portanto em uma cerveja zero, é possível ter uma experiência saborosa e agradável mesmo sem a sensação que o álcool normalmente gera no paladar.

Nossa proposta com a Wäls Session Free é exatamente desafiar este conceito. Produzimos a primeira Session IPA zero álcool do Brasil, reforçando justamente o aspecto de sabor e amargor para a categoria.

Já que estamos falando da Wäls Session Free, qual é a grande diferença dela em relação à Wäls Session Citra além do teor alcoólico? 

Sendo bem sincero, a grande diferença está no teor alcoólico e, claro, no processo de produção. Os ingredientes da Session Free são os mesmos da Session Citra: água, malte, lúpulo e leveduras.

Consequentemente, o sensorial também é o mesmo: cítrico, proveniente principalmente das altas cargas de lúpulo utilizados na parte fria do processo. Em relação ao processo de produção, o processo de cozimento, fermentação, maturação e dry hopping das duas cervejas são exatamente os mesmos.

Apenas no final, para a Session Free, adiciona-se a etapa de dealcoolização, em que o álcool é volatilizado e, portanto, retirado. Ou seja, temos a mesma cerveja, em duas versões.

Por ela se diferenciar da elaboração de uma cerveja tradicional, a produção de uma breja sem álcool acaba sendo mais cara?

Para o método utilizado na Session Free, digo que sim, além da necessidade de aquisição do destilador à vácuo, também se adiciona um processo a mais no fluxo produtivo, gastando mais energia, tempo e qualificação.

E aí, ficou curioso para saber mais sobre o universo cervejeiro da Wäls? Então siga a cervejaria mineira nas redes sociais e descubra o porquê dela ser uma das grandes referências nacionais quando o assunto é cerveja artesanal, sendo inclusive uma das mais premiadas do país.

Fonte: https://catracalivre.com.br/gastronomia/mitos-verdades-cerveja-sem-alcool/

Se curte nosso conteúdo, considere nos ajudar a manter o nosso trabalho diário no ar e continuar levando boas notícias a todos, através do https://mla.bs/d8cdcb20 😊

#jornaldeboasnoticias #boasnoticias #noticiaboa #goodnews #boasacoes #esperança #bonsexemplos #fazerobem #boanoticia #noticiapositiva

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »