Minas Gerais terá maior usina solar do mundo até 2023

O governo de Minas Gerais fechou parceria com a empresa espanhola Solatio que garante o investimento de cerca de R$ 18,5 bilhões para a construção de quatro novas usinas solares no Estado.

E não é qualquer usina! Duas delas, que serão implementadas nos municípios de Janaúba e Arinos, prometem ter capacidade de geração de 1.300 MWp, o que as tornaria as duas maiores usinas deste tipo do mundo.

Já as outras duas, que serão construídas na cidade de Várzea da Palma, não ficam muito atrás: terão, cada uma, capacidade de geração de 650 MWp – o suficiente para desbancar, hoje, a maior usina de energia solar da América Latina (que fica, inclusive, no Brasil) e ganhar o título de terceira maior do mundo.

A previsão é de que 100% das obras estejam concluídas até 2023. E não é só! A parceria com a Solatio ainda garante investimento de R$ 2,5 bilhões em outras usinas solares que já existem no Estado.

O governo de Minas Gerais ainda fechou, recentemente, outro acordo com a Mori Energia, que estabelece a construção de outras 32 usinas de geração fotovoltaica no Estado com capacidade de geração de 150 MWp cada. Ao todo, serão investidos R$ 523 milhões nesse projeto.

Todo esse interesse do mercado internacional não é à toa. Estudos recentes mostraram que a maior parte do Estado de Minas Gerais está dentro do chamado Cinturão Solar, uma faixa geográfica onde há maior irradiação de sol no Brasil. Investir em empreendimentos deste tipo no Estado, portanto, tende a ser um golaço!

Fonte: The Greenest Post

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »