Novo medicamento contra câncer de mama aumenta taxas de sucesso no tratamento

Avalie este conteúdo

Procedimento também é considerado menos tóxico do que a quimioterapia tradicional

Um novo medicamento melhora drasticamente as taxas de sobrevivência de mulheres jovens com a forma mais comum de câncer de mama, afirmaram cientistas neste sábado, citando os resultados de um teste clínico internacional.

As conclusões, apresentadas na reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica em Chicago, indicaram que a adição de um medicamento conhecido como inibidor de ciclinas no tratamento elevou as taxas de sobrevivência a 70% contra 46% das mulheres que receberam o tratamento padrão.

A taxa de mortalidade foi 29% menor do que quando as pacientes receberam um placebo.

Uma das autoras do estudo, Sara Hurvitz, disse que a pesquisa teve como foco o câncer de mama com receptores hormonais positivos, que representa dois terços de todos os casos da doença entre as mulheres mais jovens e, no passado, era tratado geralmente com terapias que bloqueiam a produção de estrogênio.

“Realmente pode-se obter uma sinergia ou uma resposta melhor, uma eliminação melhor do câncer, ao acrescentar um destes inibidores no ciclo celular”, além da supressão hormonal, disse Hurvitz.

O tratamento é considerado menos tóxico do que a quimioterapia tradicional porque ataca de forma mais seletiva as células cancerosas, bloqueando sua capacidade de se multiplicar.

Fonte: Veja

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »