Os paletes de coco que podem salvar 200 milhões de árvores

Já é mais do que comprovado que, para realmente amenizar o impacto ambiental e a poluição em suas tantas variáveis, é preciso que não só os indivíduos mudem seus hábitos, mas principalmente as indústrias encontrem alternativas ecológicas e sustentáveis para a manutenção de suas produções.

E diariamente essas alternativas são desenvolvidas e apresentadas ao mundo – como faz a CocoPallet, uma empresa que reaproveita a casca do coco para criar paletes de madeira 100% biológicas, utilizando apenas fibras naturais, sem qualquer resina sintética ou outro material poluente.

A tecnologia de transformação da casca em madeira veio da Universidade de Wageningen, na Holanda em parceria com Michiel Vos, fundador da CocoPallet – que utiliza principalmente a matéria-prima que seria despejada e se transformaria também em poluente em países emergentes asiáticos.

Na Índia, por exemplo, o coco é fruto fundamental para a culinária e até mesmo para a feitura de utensílio e itens domésticos – mas os resíduos do fruto normalmente acabam sujando as ruas ou sendo queimados.

É essa poluição em potencial que o projeto transforma em madeira, em iniciativa que ainda traz renda extra para os agricultores locais nos países mais pobres do continente asiático.

Segundo a empresa, só para o mercado asiático são mais de 1 bilhão de paletes produzidos industrialmente por ano, o que equivale a 200 milhões de árvores derrubadas para produção.

Muitas dessas madeiras são importadas do Canadá, da Nova Zelândia ou da Europa em larga escala – transporte esse que também gera um imenso impacto ambiental. Os paletes de madeira da CocoPallet são utilizados principalmente para transporte.

São muitas as iniciativas como a CocoPallet em todo o mundo, oferecendo soluções simples e ecologicamente corretas para questões complexas pela saúde do planeta; agora cabe às empresas e eventualmente aos governos transformar essas soluções em práticas de larga escala.

Fonte: Hypeness

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Comments are closed.

Translate »