Pai solo adota garotinha com Down abandonada e rejeitada por 20 famílias

Luca Trapanese tem 41 anos, é solteiro, italiano e gay. Contra todas as expectativas sociais, ele acaba de se tornar pai de uma linda garotinha.

Alba tinha apenas 13 dias de vida quando seu caminho e o de Luca se cruzaram. Neste curto período, a menina havia sido abandonada pelos pais e oferecida para adoção para 20 famílias, que a rejeitaram. O motivo? Ela tem síndrome de Down.

Ser pai sempre foi um dos sonhos de Luca, que trabalha como voluntário em organizações que auxiliam crianças com deficiência desde os 14 anos. Entretanto, não é comum que a Itália permita a adoção por homens solteiros, especialmente se eles são homossexuais.

Mesmo que as regras do jogo não estivessem a seu favor, Luca estava disposto a tentar a adoção. Em 2017, ele conquistou essa permissão, mas o governo impôs uma condição: ele só poderia adotar uma criança com necessidades especiais, que já tivesse sido rejeitada por outras famílias.

Foi quando a pequena Alba apareceu em sua vida, em julho do mesmo ano. “Quando a segurei nos meus braços pela primeira vez, fui tomado de alegria. Senti que ela era minha filha na mesma hora“, contou o pai orgulhoso, citado pelo Bored Panda.

No Instagram, as fotos de pai e filha fazem o maior sucesso e já derreteram o coração de mais de 130 mil seguidores. E tem como não se apaixonar por essa história?

Fonte: Hypeness

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »