Refugiado sírio leva lanches a moradores de Brumadinho

Avalie este conteúdo

‘Eu só queria fazer alguma coisa por este país que me recebeu’, disse Elyan Sokkar que fugiu da Síria em 2014.

Na manhã deste sábado (2), o refugiado sírio Elyan Sokkar colocou 90 sanduíches, 30 quibes e 30 esfirras no carro e partiu para Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, local que vive um pesadelo desde o dia 25 de janeiro quando uma barragem da Vale se rompeu.

“Eu queria fazer alguma coisa. A gente decidiu levar lanches. Comecei a dirigir e nem sabia direito para onde estava indo”, disse Sokkar.

Ele foi parar no Córrego do Feijão, distrito atingido pelo “mar de lama”. Lá, Sokkar encontrou voluntários que o ajudaram a entregar os sanduíches e salgados às famílias de vítimas e moradores.

“Eu queria abraçar o Brasil, como o Brasil me abraçou”, disse o comerciante. Sokkar fugiu da Síria em 2014. Na capital mineira, ele abriu uma lanchonete junto com o também refugiado John Eshak.

“Nosso país está arrasado pela guerra. Eu só queria fazer alguma coisa por este país que me recebeu. Vi as imagens na televisão. É tudo muito triste. Me lembrei de Hama, minha cidade natal. Queria abraçar o Brasil, como o Brasil me abraçou”, disse Sokkar.

Fonte: G1

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »