Tecnologia para vencer o medo da ressonância

Tecnologia para vencer o medo da ressonância
Avalie este conteúdo

Novos modelos de máquinas evitam que paciente claustrofóbico ‘fuja’ do exame

Rio – O aparelho de ressonância magnética dá medo em muita gente. Obrigados a permanecer imóveis, às vezes por períodos prolongados, dentro de um túnel apertado, grande número de pacientes evita passar pelo procedimento, o que acaba por retardar diagnósticos. Pensando nisso, hospitais públicos e privados contam atualmente com aparelhos e técnicas para facilitar a vida de quem tem claustrofobia.

Uma das novas alternativas é uma máquina de tecnologia italiana, exclusiva para ressonância de pernas e braços, que acaba de chegar ao Brasil. Nela, apenas a parte do corpo que será examinada precisa ficar dentro do tubo, permitindo que os pacientes fiquem sentados confortavelmente. “Muitos pacientes só descobrem a fobia na hora da ressonância e acabam não fazendo o exame. Esta nova máquina não causa o sentimento de aprisionamento”, afirma Luiz Fernando de Souza, radiologista do Centro de Medicina Nuclear da Guanabara, que possui três destes aparelhos.

Outra opção para os fóbicos é a ressonância de campo aberto, onde o desenho da máquina garante que a pessoa não perca a visão periférica durante o exame, bloqueando a sensação de claustrofobia. Mais abrangente do que o aparelho para extremidades, o campo aberto gera imagens em resolução mais baixa que o convencional e também não pode ser utilizado em todos os tipos de análises. “Exames de crânio mais avançados, de abdômen e mama, por exemplo, não são feitos nele porque requerem uma qualidade de imagem superior”, aponta Paulo Roberto Valle Bahia, que trabalha na rede Labs a+.

Nestes casos, a solução para combater o medo é sedar o paciente, que acorda pouco depois do término do exame. A técnica é ofertada inclusive na rede pública de saúde, no Rio Imagem e no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. “Hoje, não há mais motivo para se deixar de fazer uma ressonância”, garante Paulo Roberto.

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Tecnologia para vencer o medo da ressonância"

Deixe um comentário

Translate »