Tratamento de esgoto ajuda a salvar rios paulistas

Tratamento de esgoto ajuda a salvar rios paulistas
Avalie este conteúdo

Dados do último relatório ambiental da Cetesb sobre a qualidade das águas superficiais no Estado, coletados ao longo de 2013, revelam boa notícia para ambientalistas, sociedade em geral e planeta.

O estudo identifica clara tendência de melhora em rios que deixaram de receber despejos de esgoto sem tratamento nos últimos anos. A pesquisa abrange bacias hidrográficas de extensa área do Estado, em praticamente todas as regiões, e mostra que, para a água doce, 84% dos pontos monitorados mantiveram classificações como ótima, boa e regular no IQA (Índice de Qualidade de Água). Para o cálculo do índice são medidos os níveis de itens como demanda bioquímica de oxigênio, oxigênio dissolvido, fósforo total e turbidez. No fim, atribui-se nota de zero a 100. Dos 260 pontos de amostragem, monitorados de 2008 a 2013, 32 apresentaram a tendência de melhora. Isso é atribuído principalmente a avanços no sistema de saneamento básico e na gestão de descargas de reservatórios.

Rio Jundiaí e bacia PCJ
Na bacia do PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) foi constatada melhora no Rio Jaguari devido à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Bragança Paulista e no Rio Jundiaí, com as ETEs Itupeva e Várzea Paulista. A bacia PCJ é uma das mais críticas do Estado no que se refere à oferta hídrica. São apenas 104 mil litros por habitante/ano, enquanto a ONU (Organização das Nações Unidas) considera ideal 1,5 milhão de litros por habitante por ano.

Paraíba do Sul
Em dez dos 11 pontos monitorados do Rio Paraíba do Sul, o IQA foi considerado bom. O motivo apontado é a ampliação da coleta de esgoto e tratamento na estação de Lavapés, em São José dos Campos. Ali, o IQA saltou de 51 para 55, alterando a classificação de regular para bom. Também foi considerada boa a água em Caçapava, Tremembé, Pindamonhangaba, Lorena e Queluz. “Os resultados trouxeram de volta os peixes”, diz o superintendente regional da Sabesp, Oto Elias Pinto.

Franca
A maior nota de ICTEM, indicador de coleta e tratamento de esgoto, foi obtida na bacia do Sapucaí/Grande, onde a Sabesp é responsável pelo atendimento de dez das 22 cidades, Franca entre elas. Todas as cidades operadas pela companhia na região têm o serviço de saneamento universalizado, com 100% de água tratada, 100% de coleta e 100% de tratamento.

Região Noroeste
Outro bom resultado contido no documento da Cetesb diz respeito à bacia dos rios Turvo/Grande, na região Noroeste do Estado. O Ribeirão da Onça teve o IQA elevado de regular para bom: o índice saltou de 45 para 68. A ETE teve investimento de R$ 1,8 milhão. O esgoto é devolvido ao córrego sem agentes poluentes. Técnicos afirmam que a classificação poderia ser ainda melhor porque, infelizmente, o rio continua a receber o lançamento de esgotos, além de outros agentes poluentes, como lixo e entulho.

Talentos musicais – 1
Até domingo estarão abertas as inscrições para o quinto Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba), destinado a estudantes de universidades e conservatórios brasileiros e de outros países. A quinta edição oferecerá masterclasses de violino, violoncelo, viola, contrabaixo e piano (dez vagas cada) e cursos para o método Dalcroze e para interpretação de obras de Bach, disponível a qualquer interessado no estudo dos instrumentos de cordas.

Talentos musicais – 2
As aulas serão ministradas por instrumentistas dos Estados Unidos, Alemanha, Canadá, Armênia, Reino Unido e Brasil. O maestro Jamil Maluf irá reger a orquestra acadêmica do festival. Segundo o instrumentista André Micheletti, que responde pela direção artística e coordenação pedagógica do festival, todos os alunos serão aceitos, independentemente do nível. “Queremos dar a chance aos estudantes de estar frente a frente com professores de ponta, que possam aprender técnica, compartilhar conhecimentos e se aprimorar profissionalmente”, afirma. O Feimep é realizado pelo Jornal de Piracicaba, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais), entre outros. A ficha de inscrição está disponível no endereço www.feimep.com.br.

Potencial turístico
Empresário, apresentador de TV e “turista profissional”, Álvaro Garnero fará ciclo de palestras no interior paulista em parceria com a Uniesp (União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo). Pretende visitar os principais municípios par relatar as experiências vividas em seu programa de viagens “50 por 1”, na Rede Record. Em entrevista ao Jornal da Cidade, de Bauru, da Rede APJ, Garnero destacou a importância da parceria público-privada para fomentar o potencial turístico inexplorado do País e ressaltou que, por menor que seja o lugar, sempre é possível desenvolver estratégias para lucrar no setor. “O Brasil é incrível. Tem tudo, só não tem neve”, diz ele.

 

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Tratamento de esgoto ajuda a salvar rios paulistas"

Deixe um comentário

Translate »