Unilever pretende cortar pela metade seu consumo de plástico novo até 2025

Multinacional presente em quase todos os países do mundo deseja pôr em destaque o consumo de plástico reciclável.

A multinacional de bens de consumo Unilever – presente em cerca de 190 países e dona, no Brasil, de marcas como Arisco, Dove, Comfort, Close Up, Brilhante, Omo, Hellmann’s, Lipton e TRESemmé – planeja reduzir mundialmente seu uso de plástico virgem, criando versões mais ecológicas de seus produtos domésticos, informou o jornal “The Guardian”. A empresa anunciou que quer baixar seu consumo das atuais 700 mil toneladas de plástico por ano para 350 mil toneladas até 2025.

A estratégia para chegar à meta passa por reduzir seu consumo absoluto em 100 mil toneladas (objetivo que envolve recorrer mais a embalagens reutilizáveis, recargas concentradas e ao uso de materiais alternativos, como plásticos reciclados em suas embalagens). A empresa também pretende coletar mais frascos do que usa a fim de ajudar a criar uma economia circular para o plástico reciclado.

“O plástico tem seu lugar, mas esse lugar não está no meio ambiente”, afirmou Alan Jope, executivo-chefe da Unilever. “Nosso ponto de partida deve ser o design, reduzir a quantidade de plástico que usamos e garantir que o que usamos seja cada vez mais proveniente de fontes recicladas.”

Reutilização e recarga

Segundo Jope, a busca de maior sustentabilidade já estava levando a Unilever a repensar sua abordagem ao desenvolvimento de embalagens e produtos. “Isso exige que introduzamos materiais de embalagem novos e inovadores e amplie novos modelos de negócios, como formatos de reutilização e recarga”, disse.

Ele acrescentou: “Nosso plástico é nossa responsabilidade e, por isso, estamos comprometidos em recolher mais do que vendemos, como parte de nosso esforço em direção a uma economia circular. Essa é uma tarefa assustadora, mas emocionante, que ajudará a impulsionar a demanda global por plástico reciclado.”

O plano da empresa é, em 2025, coletar e processar cerca de 600 mil toneladas de plástico por ano, consumindo no máximo 350 mil toneladas de plástico virgem. Seu planejamento para o manuseio de resíduos envolve o investimento ou a formação de parcerias no setor. Na Indonésia, por exemplo, a Unilever já ajudou na criação de cerca de 3 mil bancos de resíduos.

Fonte: Revista Planeta

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »