Be My Eyes: app permite “emprestar” seus olhos a um deficiente visual

BeMyEyes_interna
Visualizado 768 vezes

Deficientes visuais conseguem viver uma vida normal, compensando a falta da visão com os demais sentidos.

Contudo, há atividades simples do cotidiano que ainda são desafios para essas pessoas. Ler o prazo de validade de um produto, escolher a lata certa no armário ou verificar a cor de uma peça de roupa são coisas que, na maioria das vezes, é impossível fazer sozinho. E para isso você pode ajudar.

O dinamarquês Hans Jørgen Wilberg inventou o Be My Eyes, um inovador aplicativo de celular bastante simples que permite que qualquer pessoa possa “emprestar” sua visão por alguns segundos. O app, que foi inspirado no FaceTime do iOS, funciona como um sistema de câmera direta que conecta deficientes visuais com voluntários e permite que por meio da fala e da imagem, problemas como a data de validade de uma caixa de leite possam ser resolvidos em poucos segundos.

Ao entrar no aplicativo, você escolhe se é um voluntário ou um deficiente visual – no segundo caso, o app oferece toda a acessibilidade necessária para se conectar à outra pessoa – e aguarda até que um pedido de ajuda seja enviado. As orientações do voluntário são feitas por escrito e o aplicativo consegue lê-las em voz alta para a pessoa com deficiência visual. “O aplicativo foi muito bem recebido pela comunidade de deficientes visuais. O app permite obter ajuda em momentos que pode ser inconveniente pedir ajuda a vizinhos ou a um amigo e você não precisa pedir mil desculpas para solicitar ajuda“, explica Wilberg.

Apesar de parecer estranho alguém que tenha dificuldades para enxergar use um smartphone, a Apple oferece opções bastante interessantes de acessibilidade desde o iOS 3, o que tem conquistado muitos usuários com deficiência. Lançado este ano, o aplicativo já tem mais de 1.500 deficientes visuais cadastrados e cerca de 17.800 voluntários. O app é gratuito e está disponível para iOS.

Fonte: http://www.olhardireto.com.br/

 

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »