Após 4 meses de tratamento no, elefante-marinho Fred é devolvido ao mar

fred
Visualizado 114 vezes

O animal estava em um centro de reabilitação de Guriri, desde o mês de janeiro. Ele foi solto na última segunda-feira, após a realização de exames que comprovaram efetiva melhora.

Em tratamento desde o mês de janeiro no Espírito Santo, o elefante-marinho foi devolvido ao seu ambiente natural, na última segunda-feira (12). Fred foi resgatado no dia 25 de janeiro muito magro e com a saúde debilitada. O tratamento teve 139 dias de duração. O animal estava em Guriri, em uma base do Projeto de Monitoramento de Praias da Petrobras, executado pela empresa Scitech, com apoio do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e do Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (IPRAM).

De acordo com o IPRAM, Fred  precisou ser aprovado em numerosos exames, que pudessem comprovar sua saúde e a ausência dos principais agentes infecciosos que podem acometer sua espécie.

A partir de agora, caso seja reavistado em alguma praia, Fred poderá ser identificado com mais facilidade pelos pesquisadores por apresentar brincos com numeração nas nadadeiras posteriores e um chip sob sua pele, instalados pelo IMA. Outra novidade é que Fred está equipado com uma antena instalada pelos técnicos do NEMA (FURG-RS) o que permitirá acompanhar seu deslocamento via satélite. Esse monitoramento permitirá conhecer melhor o comportamento do Fred em nosso litoral.

Conhecido pela tranquilidade e por ficar “paradão” nas praias capixabas, o elefante-marinho ganhou o apelido de “Fred”, em 2014, ao ser comparado com o jogador da Seleção Brasileira, que não apresentava grande desempenho em campo.

Confira vídeo do momento:

Fonte: Folha Vitória

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »