Hospitais que trataram vítimas do massacre de Orlando decidem não cobrar conta dos pacientes

Orlando_INTERNA
Visualizado 660 vezes

Os hospitais que trataram as vítimas do atirador da boate Pulse, na cidade americana de Orlando, na Flórida, declararam que não cobraram pelo tratamento aos sobreviventes do tiroteio.

No último dia 12 de junho, um homem matou 49 pessoas e deixou feridas outras dezenas de vítimas, num atentado ocorrido por motivações homofóbicas.

Orlando5

A saúde nos Estados Unidos é privada e, portanto, bastante cara, o que traz significado ainda maior para o gesto dos hospitais de Orlando. Segundo as autoridades, diversos meios estão sendo encontrados para ajudar às vítimas e cobrir esses custos – através de fundos para vítimas de crimes, seguros privados, serviços de caridade e fundos federais.

Orlando6

A decisão reuniu todos os principais hospitais responsáveis pelo atendimento às vítimas do ataque. “Foi incrível ver como a comunidade se reuniu diante do ataque sem sentido na boate Pulse”, comentou Daryl Tol, presidente do Florida Hospital. “Esperamos que esse gesto possa se acrescentar ao coração e à boa vontade que definem Orlando”.

Orlando2

Fonte: http://www.hypeness.com.br/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »