Quênia proíbe sacolas plásticas e morte de animais marinhos sufocados cai 67%

Quênia proíbe sacolas plásticas e morte de animais marinhos sufocados cai 67%
4.4 (87.14%) 14 votes

Desde agosto de 2017, o Quênia sancionou uma lei de proibição de sacolas plásticas que ficou conhecida como a mais severa do mundo.

A medida prevê prisão de até quatro anos e multas de US$ 40 mil para quem produzir, comercializar ou até mesmo utilizar as tais sacolas.

Logo que a lei foi sancionada na época, as pessoas e a indústria ficaram chocadas e teve muito mimimi, textão no Face e aquele ladainha que acontece toda vez que as pessoas se veem diante de uma nova grande mudança em suas vidas.

Com o passar dos meses foi possível perceber que os benefícios foram inúmeros, sobretudo para o meio ambiente. Entre a lista de coisas positivas, a quantidade de animais marinhos que são encontrados mortos por sufocamento provocado por sacolas plásticas caiu 67%.

O sucesso da lei é tamanho que ela em breve deverá ser replicada em países como Uganda, Tanzânia e Sudão do Sul.

Fonte: Hypeness

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »