Conheça as 10 espécies mais incríveis descobertas em 2013

Visualizado 1.934 vezes
Conheça as 10 espécies mais incríveis descobertas em 2013
Avalie este conteúdo

O top-10 das novas espécies descobertas no último ano inclui seres misteriosos como uma anémona que vive no gelo, uma lesma transparente, um micróbio super resistente e um carnívoro que vive no topo das árvores.

Veja a galeria no fundo da página.

A lista Top-10 2014, elaborada pelo Instituto Internacional para a Exploração das Espécies, da Faculdade SUNY para a Ciência Ambiental, destaca as mais incríveis espécies descobertas em 2013. Segundo o instituto, o Top-10 deste ano parte de um universo de 18.000 novas espécies identificadas no ano passado.

«O Top-10 foi criado para chamar a atenção para os heróis que se dedicam à resolução da crise da biodiversidade, ao trabalharem para completar o inventário dos animais, das plantas e dos micróbios da Terra», sublinhou em comunicado Quentin Wheeler, reitor daquela Faculdade.

«Todos os anos, uma pequena e dedicada equipa de taxonomistas e curadores melhora substancialmente o nosso conhecimento sobre a diversidade da Vida e sobre os caminhos maravilhosos que as espécies tomam no sentido de se adaptarem para sobreviverem», acrescentou.

Olinguito (Bassaricyon neblina)

É um carnívoro de pequenas dimensões que vive nas árvores das florestas dos Andes.

O animal já era conhecido há décadas, exibido até em zoos, mas foi apenas quando os cientistas fizeram uma análise mais detalhada do seu crânio que perceberam que estavam perante uma espécie nova.

Anémona do gelo (Edwardsiella andrillae)

Ao pilotarem veículos operados por controlo remoto nas águas geladas da Antárctica, os cientistas do Antarctic Geological Drilling Program (ANDRILL) notaram algo estranho sob a camada de gelo à superfície.

A espécie vive «entranhada» no gelo, deixando de fora os tentáculos, que usa para apanhar alimento.

É a única anémona conhecida que consegue viver em temperaturas tão baixas.

Camarão transparente (Liropus minusculus)

Um camarão transparente foi encontrado numa gruta na ilha de Santa Catalina, ao largo da costa da Califórnia.

O macho mede cerca de 3,1 mm, enquanto a fêmea atinge os 2,1 mm de tamanho.

Deslocam-se como minhocas ao longo das rochas em zonas de águas pouco profundas.

Lesma transparente (Zospeum tholussum)

Outra espécie que se destaca por ser transparente é a Zospeum tholussum, que habita a profundidades de mais de 900 metros no solo.

Foi descoberta no sistema de cavernas Lukina Jama-Trojama, na Croácia, um sítio onde «os olhos não são necessários», pelo que é cega.

Até para uma lesma, a espécie é extremamente lenta: desloca-se apenas alguns centímetros por semana, e geralmente em círculos, de acordo com Alexander Weigand, taxonomista da Universidade Goethe.

Árvore «Mãe de Dragões» (Dracaena kaweesakii)

Não, não tem nada a ver com a série «Guerra dos Tronos». Esta planta, também conhecida por «árvore dragão de Keweesak», é um «monstro» de 12 metros encontrado na Tailândia.

A árvore cresce em zonas de calcário nas regiões montanhosas das províncias de Loei e de Lopburi.

Tem folhas alongadas e flores brancas com filamentos alaranjados que lembram «fogo de dragão».

«Micro» vespa (Tinkerbella nana)

Da Costa Rica chega-nos uma espécie de vespa de dimensões incrivelmente reduzidas.

Tem apenas 0,24 mm de tamanho e as suas asas são extremamente frágeis.

O seu nome vem de «Tinkerbell», em português, a «fada Sininho» da história do «Peter Pan».

«Gigante» unicelular (Spiculosiphon oceana)

Para um ser constituído por única célula, o Spiculosiphon oceana é um «gigante», atingindo entre 4 a 5 cm (!).

Descoberta ao largo da costa de Espanha, no Mediterrâneo, a espécie aproveita os restos mortais de esponjas do mar (Porifera) para construir uma «armadura».

Depois, estende uma espécie de «braços» para capturar pequenos invertebrados.

Micróbio «super resistente» (Tersicoccus phoenicis)

Um micróbio foi encontrado no último sítio em que os peritos esperariam. O Tersicoccus phoenicisfoi descoberto num quarto esterilizado regularmente de modo a eliminar qualquer vida microscópica.

Componentes de electrónica e partes de naves espaciais são construídos em ambientes hiper controlados, para evitar que, por exemplo, descubram vida em Marte… trazida pelos próprios humanos.

O ser resiste a alterações drásticas de temperatura, à exposição a raios UV e ao peróxido de hidrogénio, a variações de níveis do PH, a secas extremas e a uma série de outros mecanismos utilizados para eliminar micróbios.

Penicilina cor-de-laranja (Penicillium vanoranjei)

Outra nova espécie microscópica é o fungo Penicillium vanoranjei, que leva o nome devido ao tom cor-de-laranja das suas colónias.

Encontrada no solo na Tunísia, a espécie foi baptizada em homenagem à casa Real holandesa, «Orange», já que alguns dos investigadores são da Holanda.

Lagartixa de «cauda de folha» (Saltuarius eximius)

E por fim, a Austrália é a «casa» da última espécie da lista, uma nova lagartixa encontrada nas remotas e montanhosas florestas tropicais do nordeste do país.

Foi descoberta durante uma expedição financiada pela National Geographic.

A lagartixa tem olhos grandes e membros delgados, vagueando nas rochas e nas árvores durante as suas sessões de caça nocturnas.

Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Conheça as 10 espécies mais incríveis descobertas em 2013"

Deixe um comentário

Translate »