Astronauta americana bate recorde feminino de permanência no espaço

Compartilhe Boas Notícias

Christina Koch, que iniciou uma missão espacial no dia 14 de março de 2019, retornou hoje para a Terra e bateu recorde de Peggy Whitson

A astronauta americana Christina Koch acaba de quebrar o recorde feminino de permanência no espaço. Depois de uma missão de 328 dias, a astronauta retornou à Terra nesta quinta-feira (6), pousando no Cazaquistão às 4h12 a bordo da espaçonave russa Soyuz MS-13.

A engenheira formada pela Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, estava desde o dia 14 de março de 2019 na Estação Espacial Internacional, ISS, da agência espacial norte-americana Nasa. Superando o recorde da astronauta Peggy Whitson, que havia ficado no espaço por 289 dias, em 2017. Com isso, a americana de 41 anos entra para a história como a mulher que permaneceu mais tempo no espaço.

Em seu Twitter, Koch comentou que o que mais sentirá falta dos dias no espaço é da beleza da Terra vista de fora.

Em dezembro, no dia em que Christina Koch quebrou o recorde de Peggy Whitson, Koch relatou à emissora americana CNN que a sua missão é de bastante importância para a ciência: “Vemos outro aspecto de como o corpo humano é afetado pela microgravidade a longo prazo, e isso é algo realmente importante para o avanço de nossa futura missão à Lua e Marte”, disse.

Em 2019, outro recorde foi quebrado por Koch: ela e sua colega de trabalho Jessica Meir realizaram a primeira caminhada espacial completamente feminina, com duração de mais de 7 horas.

Fonte: Exame

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »