• 12 de agosto de 2022 10:34

Intérprete de Libras e a sua Atuação

jul 13, 2022
Compartilhe Boas Notícias

Você conhece o trabalho do Intérprete de Libras? Sabe qual a sua função?

Recentemente os intérpretes de Libras têm ganhado grande espaço nas redes sociais, através de Lives.

Dia 24 de abril é o dia da Lingua de sinais brasileira e dia 23 de abril dia da educação para os Surdos. Como já estamos conversando há um tempo a educação para os surdos passou por diversas transformações.

Com isso, por muito tempo se associou o papel do intérprete de libras apenas ao contexto escolar, mas a sua atuação vai muito além.

Para entender, precisamos saber qual a sua função. O papel do intérprete de Libras é mediar a comunicação entre duas línguas. É por exemplo interpretar o conteúdo em português e transmiti-lo para Libras, ou o contrário.

Essa interpretação pode ser simultânea ou após, pode ser de um texto ou fala em português.

A LEI N.º 9.382, DE 2017 dispõe sobre o exercício profissional e condições de trabalho do profissional tradutor, guia-intérprete e intérprete de Libras, e lhe dá as seguintes atribuições:

I – Efetuar comunicação entre surdos e ouvintes, surdos e surdos, surdos e surdocegos, surdos cegos e ouvintes, por meio da Libras para a língua oral e vice-versa;

II – Interpretar, em Língua Brasileira de Sinais – Língua Portuguesa, as atividades didático-pedagógicas e culturais desenvolvidas nas instituições de ensino nos níveis fundamental, médio e superior, de forma a viabilizar o acesso aos conteúdos curriculares;

III – atuar nos processos seletivos para cursos na instituição de ensino e nos concursos públicos;

IV – Atuar no apoio à acessibilidade aos serviços e às atividades-fim das instituições de ensino e repartições públicas;

V – Prestar seus serviços em depoimentos em juízo, em órgãos administrativos ou policiais;

VI – Atuar na tradução de atividades e materiais artístico-culturais a fim de prestar acessibilidade para o público usuário da Libras

Dessa maneira é possível perceber que não é apenas na escola lugar onde deveria ter intérprete de Libras, mas sim em todos os espaços que haja comunicação, como hospitais, câmara, lojas, espaços públicos, programas de TV.

A aprendizagem da criança com surdez

O decreto 5626 de 2005 fala de diversos espaços públicos que deveriam ter intérpretes de Libras, no entanto essa não é a realidade em vários municípios. Essa é uma grande luta para que a lei seja cumprida e que em diversos espaços a comunicação seja facilitada. Nas mídias sociais estamos ganhando espaço, mas é necessário mais e mais.

Mas você pode estar se perguntando, como é a formação de um intérprete?

Segundo a LEI N.º 9.382 de 2017, para ser intérprete de Libras precisa cumprir os seguintes requisitos:

I – Dos portadores de diploma em cursos superiores de bacharelado em tradução e interpretação em Libras – Língua Portuguesa ou em Letras com habilitação em tradução e interpretação de Libras e Língua Portuguesa, oficiais ou reconhecidos pelo Ministério da Educação;

II – Dos portadores de diploma em cursos superiores em outras áreas que, na data de publicação desta lei, tenham sido aprovados em exame de proficiência em tradução e interpretação em Libras – Língua Portuguesa;

III – dos portadores de diploma em cursos superiores em outras áreas que possuírem diplomas de cursos de extensão, formação continuada ou especialização, com carga horária mínima de 360 (trezentos e sessenta horas) e tenham sido aprovados em exame de proficiência em tradução e interpretação em Libras – Língua Portuguesa;

IV – Dos profissionais habilitados nos termos do art. 4º da Lei nº 12.319, de 1º de setembro de 2010, até a data de publicação desta Lei;

V – Dos profissionais que comprovarem atuação de 5 anos, até a publicação desta lei;

VI – Dos portadores de certificado de exame de proficiência em Tradução e Interpretação de Libras – Língua Portuguesa, até a data de publicação desta lei.

A profissão é muito séria e os estudos devem ser respeitados. Trata-se de uma Língua e precisamos estudá-la a fundo.

Para uma boa interpretação é necessário um conhecimento da língua de origem e da língua final, muitos se confundem e acreditam que apenas um curso básico de Libras lhe dará o título de intérprete, mas não.

Para exemplificar essa afirmativa pense no curso de inglês, com apenas o curso básico você consegue se comunicar com fluência?

Não

É a mesma coisa com a Libras, é necessário prática, contato e técnicas de interpretação. No próximo texto posso partilhar com vocês sobre como aprender a Libras.

Usar preto e outras curiosidades

Você já se perguntou por que os intérpretes de Libras estão sempre usando preto ou alguma blusa lisa. Isso não é uma regra, mas o fato de usar uma blusa lisa facilita o entendimento dos sinais, eles ficam mais claros visualmente.

Uma outra crença que se tem a respeito do intérprete, em especial o educacional, é que ele dá a resposta ou ensina, a função de ensinar é do professor. O intérprete não é um auxiliar do professor ou cuidador do aluno, ele está ali para interpretar o conhecimento, ou seja, caso seja necessário adaptações curriculares o professor deverá fazer.

As dificuldades do profissional intérprete?

Trata-se de uma profissão relativamente nova que está ganhando visibilidade hoje, por isso ainda existe pouco espaço no mercado de trabalho, embora como dissemos antes deveria haver um intérprete ao menos em cada espaço público.

Por ser nova, muitos contratantes não sabem os direitos do intérprete, os colocam em situações precárias de trabalho, interpretando por horas sem revezamento e com baixa remuneração. Em consequencia disso, muitos intérpretes sofrem de LER, Lesão por esforço repetitivo.

Lei Nº 12.319, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 regulamenta a profissão de intérprete de Libras. Sobre remuneração, a Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores e Intérpretes e Guia-Intérpretes de Língua de Sinais – Febrapils criou uma tabela de referencia (https://febrapils.org.br/valoresdereferencia/) e Sindicato Nacional dos Tradutores (SINTRA) tambem lançou uma tabela de referencia (https://www.sintra.org.br/valores-de-referencia-libras/).

Aqui expus algumas atribuições, campos de atuação, curiosidades e dificuldades do intérprete de Libras. Expliquei o que, pela lei, é necessário para se tornar um. Precisamos que cada vez mais essa profissão cresça. Não se trata de um trabalho filantrópico,, mas sim de um trabalho que demanda estudo, dedicação e profissionalismo, sendo assim merece ser respeitado e valorizado.

Por Caroline Nunes

Capa: FAAg

Fonte

Leia mais notícias sobre Crianças clicando aqui

 139 Total Visualizações,  3 Visualizações Hoje