Castelinho da Rua Apa vai abrigar escola gratuita de formação política para jovens da periferia

Visualizado 284 vezes
Castelinho da Rua Apa vai abrigar escola gratuita de formação política para jovens da periferia
Avalie este conteúdo

Abandonado por quase quatro décadas, o Castelinho da rua Apa, no centro de São Paulo, foi restaurado e será a partir de março a sede para a Escola Comum – uma escola que tem como objetivo a formação de novas lideranças políticas entre os jovens. O diferencial da escola é ter o enfoque voltado para os jovens vindos das periferias e, diferentemente de outras escolas do tipo, de ser totalmente gratuita, e oferecer almoço e vale transporte.

A restauração do Castelinho foi realizada pela ONG Clube de Mães do Brasil, que participou da concepção do projeto, e o curso oferecido na escola terá duração de um ano, sempre para 30 jovens entre 16 e 19 anos. Entre os professores voluntários que ministrarão as aulas estão confirmados nomes como Ruy Braga, Marcia Tiburi, Leo Sakamoto e Djamila Ribeiro, para aulas semanais teóricas e práticas ao redor de temas como economia, política, direitos humanos e relações internacionais – sempre partindo das próprias experiências dos alunos.

A ideia é formar lideranças capazes de participar da solução de problemas locais em seus bairros e regiões, assim como oxigenar a velha política, através de jovens críticos e independentes que pensem e ajam com mentalidade global. Inspirado em iniciativas internacionais de formação de lideranças, como a sul-africana Open Air e as escolas de governo da Universidade de Harvard, o projeto foi desenvolvido para ampliar diretamente também a questão da representatividade na política.

Os três pilares da escola deixam claro o potencial do trabalho: conhecimento global, vinculo local e cultura popular, e valores humanistas. Assim, a solução de problemas locais através de uma visão cosmopolita, promovendo valores comuns e coletivos, pela solidariedade e o compartilhamento – tudo que deveria ser comum mas que vem se tornando cada vez mais raro.

Fonte: Hypeness

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »