Dieta vegetariana baixa o colesterol: o bom e o ruim

Dieta vegetariana baixa o colesterol: o bom e o ruim
Avalie este conteúdo

As dietas vegetarianas, incluindo as dietas veganas, estão associadas a níveis mais baixos de colesterol total – níveis mais baixos tanto de HDL como de LDL – em comparação com as dietas onívoras, que incluem carne e demais produtos de origem animal.

A conclusão veio de uma análise de dezenas de estudos observacionais e ensaios clínicos controlados feitos sobre a alimentação.

A meta-análise foi realizada por Yoko Yokoyama, Susan Levin e Neal Barnard, do Comitê de Médicos para a Medicina Responsável, uma organização sem fins lucrativos que promove a medicina preventiva, realiza pesquisas clínicas e incentiva padrões mais elevados de ética e eficácia na pesquisa.

Eles revisaram 30 estudos observacionais e 19 ensaios clínicos que atenderam aos critérios de inclusão e qualidade.

Dieta vegetariana e colesterol

Os resultados indicam que:

  • 1.Uma dieta vegetariana está associada com um colesterol total 29,2 mg/dL menor em estudos observacionais. Nos ensaios clínicos, a dieta baseada em plantas reduz o colesterol total em 12,5 mg/dL.
  • 2.Nos estudos observacionais, uma dieta vegetariana está associada a uma redução de 22,9 mg/dL no colesterol LDL e a uma redução de 3,6 mg/dL no colesterol HDL, em comparação com os grupos de controle seguindo uma dieta onívora.
  • 3.Nos ensaios clínicos, uma dieta vegetariana diminui o colesterol LDL em 12,2 mg/dL e reduz o colesterol HDL em 3,4 mg/dL, em comparação com os grupos de controle, que seguiram dietas onívoras com baixo teor de gordura, com restrição de calorias ou uma dieta de diabetes convencional.
  • 4.Uma dieta vegetariana não se mostrou associada a alterações estatisticamente significativas nos níveis de triglicérides nem nos estudos observacionais e nem nos ensaios clínicos.

Por que a dieta vegatariana altera o colesterol?

Os autores levantam a hipótese de que a forte correlação entre dietas vegetarianas e níveis mais baixos de colesterol se deve à associação dessa forma de alimentação à manutenção de um menor peso corporal, menor ingestão de gordura saturada e aumento da ingestão de alimentos vegetais, como frutas, legumes, nozes e grãos integrais, que são naturalmente ricos em componentes como fibras solúveis, proteína de soja e esteróis vegetais.

Assim, sendo verdadeira a hipótese dos pesquisadores, é possível que qualquer pessoa reduza seu colesterol – sem precisar se tornar vegetariano.

A meta-análise foi publicada na revista Nutrition Reviews.

Fonte: Diário da Saúde

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »