Mato Grosso inaugura campo de beisebol em VG

Visualizado 1.435 vezes
Mato Grosso inaugura campo de beisebol em VG
Avalie este conteúdo

Estado está cotado para receber Campeonato Sul-americano de Beisebol em 2015

Mato Grosso é um dos estados cotados para sediar o Campeonato Sul-americano de Beisebol em 2015. No sábado (24.05) o novo campo de beisebol de Várzea Grande, na Associação Cultural Nipo-Brasileira foi inaugurado pelo Governo do Estado, com a presença do vice-governador Chico Daltro (PSD).

Empolgado com o crescimento da modalidade esportiva no Brasil e em Mato Grosso, Daltro assegurou o compromisso do Governo do Estado com a comunidade nipo-brasileira, que tem no beisebol um dos esportes mais cultuados, a exemplo dos Estados Unidos da América, Cuba e México. 

“Temos total interesse em sediar o sul-americano. Minha proposta é deixar tudo organizado para o próximo ano, em termos de recursos e estrutura física e material”, declarou. O vice-governador vai marcar a reunião técnica com o presidente da Federação de Beisebol e Softbol em Mato Grosso, Yuzi Izawa, para definir o plano de ação. Depois, com tudo organizado, pretende apresentar os detalhes aos embaixadores dos países participantes.

O presidente da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol, Jorge Otsuka, prestigiou a solenidade de inauguração do novo campo de beisebol. Segundo ele, Mato Grosso tem todos os requisitos para receber a competição. “Faltam arrumar apenas alguns detalhes, como grade e a parte externa do campo. Coisa simples”, observou. Em 2005, o Brasil sediou a competição no estado de São Paulo, com a partida inicial na capital e as finais em Ibiúna, cidade referência no esporte por contar com um dos melhores Centros de Treinamento da América Latina. Para se ter uma ideia, o mesmo espaço abriga três campos de beisebol.

Idealizador do Festival Japão Mato Grosso, com a perspectiva de receber 100 mil pessoas na quarta edição, entre os dias 12 e 14 de setembro deste ano, o vice-governador foi elogiado não apenas pela ajuda na viabilização do campo de beisebol como pelo fomento à cultura nipo-brasileira. No primeiro ano, o evento contou com 30 mil pessoas. Em 2012, o número subiu para 50 mil visitantes e, em 2013, 70 mil pessoal prestigiaram o festival no estacionamento do Pantanal Shooping. “Grande parte do recurso que angariamos vendendo comidas típicas no festival foi investido neste gramado. O Chico Daltro foi uma pessoa essencial para a organização deste espaço de beisebol”, agradeceu Yuzi Izawa, que, além de presidir a federação em Mato Grosso, responde pela Associação Cultural Nipo-Brasileira.

Segundo ele, o “campo dos sonhos” foi inaugurado após 35 anos de luta. “Estamos muito felizes com esta conquista. Foram três décadas tentando. Finalmente conseguimos colocar o gramado, com irrigação computadorizada e sistema de drenagem. Construímos um poço artesiano devido ao período de seca. Também trabalhamos para retirar a acidez do solo e empregamos pesticidas. Foi um grande esforço”. Jorge Otsuka, por sua vez, foi tomado pela emoção ao vislumbrar o novo campo, com gramado, que em nada lembra o que viu na última visita, há oito anos. “Antes o campo era só terra, agora parece até que ficou maior! No ano que vem queremos trazer o campeonato sul-americano para cá, pedimos apoio político”.

A reivindicação do presidente da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol foi prontamente atendida pelo vice-governador, que não poupou elogios à comunidade nipo-brasileira. “Vamos oferecer o que for preciso. Tenho um profundo sentimento de agradecimento à comunidade nipo-japonesa de Mato Grosso, que ajudou a construir este estado, de forma ativa e extremamente respeitosa. A fraternidade de vocês é um exemplo para nós”, respondeu Daltro. Ele destacou que, enquanto imigrantes japoneses colaboraram com o crescimento econômico e social do estado, Mato Grosso pôde contribuir no incremento da balança comercial do país, com a produtividade da agropecuária.

A inauguração do campo com gramado foi marcada pela solenidade de abertura de um torneio com a participação da Seleção Brasileira e outras cinco equipes, Dom Aquino, Cuiabá, Cáceres, Dragons e Spartans, sendo as duas últimas de Várzea Grande. A banda do Corpo de Bombeiros tocou o hino nacional. Daltro hasteou a bandeira do Brasil, Jorge a do Japão e o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, Waldir Bento da Costa, a de Mato Grosso. Em seguida, o vice-governador entregou uma placa em homenagem ao presidente da Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol pelos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento do esporte no estado.

A partida de estreia do campo foi entre a Seleção Brasileira e a equipe de Cáceres, mas o primeiro arremesso foi feito por Daltro de forma simbólica. Os dois principais jogadores da seleção não vieram porque disputam a liga norte-americana. André Rienzo (25) treinava no Atibaia, no interior de São Paulo, e foi contratado pelo Chicago Whiet Sox. Já Yan Gomes (26), de Mogi das Cruzes (SP), se mudou aos 11 anos com a família para os Estados Unidos da América. É catcher (receptor de bolas) titular do Cleveland Indians.

Fonte: http://www.midianews.com.br/

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Mato Grosso inaugura campo de beisebol em VG"

Deixe um comentário

Translate »