Cidade histórica de Tiradentes é um excelente destino para viagem de moto

Visualizado 1.767 vezes
Cidade histórica de Tiradentes é um excelente destino para viagem de moto
Avalie este conteúdo

Distante 190km da capital mineira, Belo Horizonte…

Distante 190km de Belo Horizonte, a cidade histórica de Minas Gerais é um excelente destino para uma viagem de moto, não importa se saindo de Beagá, ou outras capitais do sudeste, como São Paulo e Rio de Janeiro. Já é nacionalmente conhecido o evento de motociclistas que todos os anos ocorre na cidade, o de 2014 ocorrerá a partir do dia 25 de junho, mas é fora dessa época, que aqueles que curtem mais sossego, podem usufruir de belos momentos na região.

Pequenina, histórica e aconchegante. Andar pelas ruas e ladeiras de paralelepípedos de Tiradentes, admirando seus casarios coloniais de janelas coloridas já torna o destino atraente. Mas quando se aliam a isso uma forte história, a beleza do artesanato mineiro, a rica gastronomia e a repleta agenda cultural do inverno, a cidade do Mártir da Inconfidência Mineira ganha ainda mais charme.

A paisagem natural e de pequenas cidades do interior de Minas torna o percurso encantador e diferente para quem está acostumado às estradas paulistas. Logo se sente o chamado “jeito mineiro” no comportamento acolhedor das pessoas.

 

 

A cidade possui total infraestrutura de turismo, com hotéis luxuosos que possuem até heliponto, pousadas charmosas montadas em antigos casarões ou mesmo em casarios modestos que abrigavam famílias – alguns se tornam hotéis boutiques e albergues -, todos com o toque mineiro na arquitetura, como fachadas com flores e lamparinas coloniais, e na decoração com belos móveis rústicos.

Ficar hospedado bem próximo ao centrinho deixa o passeio mais confortável e gostoso. Faz entrar no clima pacato da cidade e ficar dias sem dirigir.

 

Largo das Forras

O Largo das Forras é o coração de Tiradentes. Recebeu esse nome por ter sido o local onde escravos recebiam suas cartas de alforria, em tempos de fim da escravidão. Nele estão concentradas as lojinhas de artesanato – uma verdadeira tentação para quem admira tapeçaria, santos, peças de enxoval bordadas e móveis de madeira -, bares, restaurantes e cafés. É também o ponto de encontro durante os festivais da cidade, porque é onde se costuma montar o palco de shows.

Não deixe de entrar na pequena capela do Senhor Bom Jesus da Pobreza, de 1771.

 

 

Passeios de charrete revelam os encantos da cidade

Andar pelas ruas de Tiradentes também permite ouvir o som do trote dos cavalos que puxam charretes, um passeio típico que agrega um ar romântico à cidade. Seus condutores são verdadeiros guias e vão detalhando a história de cada ponto turístico.

O passeio é perfeito para famílias com filhos pequenos ou idosos, já que é preciso energia para subir e descer as ladeiras de Tiradentes e chegar até algumas igrejas, como a matriz de Santo Antônio.

Um dos mais belos exemplares do barroco brasileiro, a igreja é a segunda do Brasil com mais ouro em sua arquitetura – 482 quilos. O altar em particular deixa o visitante fascinado, com seu imponente órgão português de 1788. Em estilo rococó, é um dos 15 existentes no mesmo estilo em todo o mundo.

 

 

A vista da Serra de São José é deslumbrante da matriz, que fica em um dos pontos mais altos de Tiradentes. Sua bela fachada, desenhada por Aleijadinho, pode ser vista de quase todos os cantos da cidade.

Do gramado na frente da Capela de São Francisco de Paula, tem-se outra das lindas vistas, mas do Centro Histórico. Nele está o cruzeiro de 1718 – ano em que Arraial de São José (antigo nome da cidade) se tornou vila. Ali foi gravada uma cena da minissérie global “Hilda Furacão” (1998), na qual a atriz Ana Paula Arósio sai à janela e deixa o Frei Malthus (Rodrigo Santoro) atordoado.

Os apreciadores de arquitetura sacra não podem deixar de incluir no roteiro, a pé ou de charrete, uma visita à Igreja Nossa Senhora do Rosário e à Nossa Senhora das Mercês.

 

O charme da centenária locomotiva

O passeio na locomotiva Maria-Fumaça é um dos mais concorridos de Tiradentes. Em feriados prolongados ou na alta estação é preciso comprar o bilhete com antecedência de um dia.

 

 

O complexo Ferroviário é de 1880 e foi tombado pelo patrimônio histórico em 1989. O trajeto de 12 km pela estrada real, que liga Tiradentes a São João Del Rey, é feito em cerca de 40 minutos. O turista vai curtindo a bucólica paisagem da serra e a emoção de estar a bordo da locomotiva centenária, oriunda da Estrada de Ferro Oeste de Minas.

Ali pode-se tirar fotos com trajes antigos, no belíssimo cenário da estação férrea. Um produtor cultural e um fotógrafo se incubem de deixar os modelos tipicamente produzidos.

 

Cultura e gastronomia

Nos meses mais friozinhos do ano, Tiradentes tem uma agenda cultural atraente. No último fim de semana de maio – este ano de 30 de maio a 1º de junho -, ocorre a segunda edição do Festival de Vinho e Jazz no Largo das Forras. O evento contará com produtores de vinho de oito países diferentes, de pequenos produtores, vinhos-boutiques – onde os participantes podem degustar a bebida ao som de jazz – e palestras sobre a bebida.

Em junho, a cidade sedia o BikeFest – um dos mais tradicionais encontros de motos do Brasil – e o Festival de Jazz e Blues de Tiradentes.

Na segunda quinzena de agosto os holofotes são voltados para o festival Cultura e Gastronomia.

 

 

Sabores

Render-se aos sabores mineiros é uma das “perdições” de Tiradentes. Com rica gastronomia e restaurantes que servem de culinária típica mineira à de renomados chefs, Tiradentes integra o calendário gastronômico nacional com seu Festival Internacional, que atrai chefs do mundo inteiro.

Seja para saborear uma comidinha caseira, pratos elaborados, comer rocamboles dos mais diversos sabores ou deliciar-se com o tradicional pão de queijo e um café no fim de tarde, a cidade encanta o paladar dos visitantes – e por que não dizer, os olhos, que ‘comem’ tudo primeiro?

Os empórios, com suas prateleiras decoradas pelo colorido dos vidros de doces mineiros e de pimentas, além das garrafas de cachaça artesanais, atraem pelo bom gosto e apelos gastronômicos.

Sua decoração peculiar instiga o turista a provar os inúmeros sabores das compotas.

 

Fonte: Matéria pelo jornaldacidade.com.br, fotos e adaptação por RockRiders.com.br

 

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Seja o primeiro a comentar Assunto: "Cidade histórica de Tiradentes é um excelente destino para viagem de moto"

Deixe um comentário

Translate »