Brasileira está entre os 50 melhores professores do mundo

Ela é professora de uma escola pública em São Paulo.

Débora Garofalo é professora na escola municipal Almirante Ary Parreiras, em São Paulo. Ela é uma das 50 melhores professoras do mundo e concorre ao prêmio principal.

Seu trabalho é incrível. Através do projeto Robótica com Sucata, ela leva seus alunos para as ruas do bairro – onde falta saneamento básico e coleta de lixo – e faz um trabalho de catalogação e coleta do lixo.

Mas o que isso tem a ver com robótica? Do lixo, a professora e seus alunos criam robôs e máquinas automatizadas. Isso mesmo, a professora alia consciência ambiental com tecnologia e extrai dos alunos habilidades que eles ainda não conheciam.

A professora Débora, aliás, será uma das palestrantes do EdTech Conference, maior evento sobre o futuro da educação já realizado no Brasil, que nos últimos 2 anos reuniu mais de 4 mil pessoas.

Segundo a professora, o projeto é multidisciplinar e tem um forte apelo social: “o projeto tem ajudado a pensar a escola que não só produza conhecimento, como também traga contribuições locais, gerando responsabilidade social nos alunos e na comunidade”.

Pelo projeto, a professora é uma dos 50 finalistas do Prêmio internacional Global Teacher, que reúne professores de 171 países que criaram métodos inovadores e criativos para lecionar.

O vencedor do prêmio recebe o título de Melhor Professor do Mundo. O resultado final sai em março, em Dubai.

Para conhecer o trabalho da professora Débora e entender melhor sobre o futuro da educação, participe do EdTech Conference, no dia 21 de fevereiro, em São Paulo.

Fonte: Startse

Se você quer receber atualizações sobre este tema ou outros de nossa página, inscreva-se abaixo:
Receba boas notícias em seu Email


Translate »