• 12 de agosto de 2022 18:47

Parques de preservação para curtir a natureza no Brasil

jul 14, 2022
Compartilhe Boas Notícias

Criados para proteger a maior biodiversidade do planeta, 74 parques nacionais estão espalhados por áreas de quase todos os estados brasileiros e Distrito Federal (com maior concentração nas regiões Nordeste e Sudeste).

Preservando a Floresta Amazônica, o Pantanal, o Cerrado de savanas e bosques, a Caatinga de vegetação semiárida, os campos dos Pampas, a Mata Atlântica e a orla marítima de 3,5 milhões de quilômetros, os parques nacionais do Brasil são, em sua grande maioria, os maiores exemplares de natureza intocada do mundo.

Esta abundante variedade de vida reúne ecossistemas de beleza cênica com características naturais únicas e espetaculares. Além da conservação da diversidade da flora, da fauna e dos biomas marinhos, essas áreas são absolutamente valiosas para a ciência, educação ambiental, lazer e ecoturismo sustentável.

Praticamente todos os parques nacionais são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Onze deles estão listados como Patrimônio Mundial da UNESCO e três como Reservas da Biosfera pela UNESCO. Conheça aqui, algumas destas impressionantes unidades de conservação ambiental.

Parque Nacional de Itatiaia

Detentor do título de mais antigo do Brasil, o Parque Nacional do Itatiaia foi criado em 1937. A área localizada entre a Serra da Mantiqueira, no Rio de Janeiro, sudeste do país, é um lugar repleto de paisagens em uma impressionante gama de altitudes. A elevação variável do parque permite todos os tipos de ambientes e paisagens, incluindo floresta tropical, prados alpinos, lagos e rios. A reserva também oferece um dos pontos mais altos de todo o Brasil com o Pico das Agulhas Negras. As atividades populares incluem trekking, montanhismo e observação de pássaros.

Parque Nacional Marinho dos Abrolhos

Primeiro parque nacional marinho do Brasil, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, no sul da Bahia, foi criado em 1983. O arquipélago é famoso pelo espetáculo das baleias-jubarte, que retornam às suas águas para se reproduzirem todos os anos, entre junho e novembro. Com mais de 87.000 hectares de área, Abrolhos abriga, além das baleias, cerca de 1.300 espécies marinhas, de corais e peixes a aves e tartarugas. É possível visitar o parque em passeios de barco, sobretudo no período de avistamento das baleias, e também praticar mergulho em áreas autorizadas.

Parque Nacional da Chapada Diamantina

Situado no leste do estado da Bahia, o Parque Nacional da Chapada Diamantina abriga uma esplêndida variedade de paisagens. Montanhas, planaltos e cachoeiras fazem parte do cenário, mas são as formações rochosas da Chapada Diamantina que a destacam. O parque possui algumas cavernas magníficas com guias para visitação, como a Gruta da Pratinha e a Gruta do Lapão, além de belos rios subterrâneos de águas transparentes.

Parque Nacional do Pantanal Matogrossense

Localizado no oeste do Brasil, entre os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, já fronteira com a Bolívia, o Parque Nacional do Pantanal Matogrossense abrange uma parte da Reserva da Biosfera do Pantanal, que é a maior zona úmida tropical do mundo, oferecendo mais uma paisagem diferente constituída principalmente por savana estépica. Durante a estação chuvosa, cerca de 80% do parque e planícies de inundação mais amplas ficam submersas, permitindo grande biodiversidade em sua vida vegetal aquática local e alimentando uma notável variedade de fauna, com jacarés, onças, ariranhas e muitos pássaros.

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha

O Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, arquipélago situado a 200 milhas da costa de Pernambuco, reúne uma coleção de ilhas vulcânicas extremamente bem protegidas. Nas águas ao redor de Noronha é possível visualizar todos os tipos de vida marinha, de tubarões e golfinhos a tartarugas e corais, tornando-se um deleite para os amantes de mergulho. As ilhas também possuem algumas lindas praias intocadas e mirantes para contemplação da fauna e flora da região. Também estão disponíveis passeios de barco.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Ocupando mais de 240 mil hectares no estado de Goiás, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros abriga espécies vegetais únicas, ruínas de antigos garimpos, centenas de nascentes e cursos d’água e formações rochosas com mais de 1 bilhão de anos, um conjunto que lhe valeu o título de Patrimônio Natural da Humanidade, conferido pela Unesco em 2001. Existem circuitos pré-definidos dentro do parque para trilhas, com os mais variados níveis de dificuldade, sendo o da Trilha da Seriema o mais fácil e a Trilha dos Saltos, de nível mais pesado. Este último leva ao mirante do Salto do Rio Preto, queda d’água de 120 metros de altura que é um dos mais conhecidos cartões-postais da Chapada dos Veadeiros.

*Crédito imagem destacada: Chapada Diamantina / Pixabay

Fonte

Leia mais notícias sobre Meio Ambiente clicando aqui

 198 Total Visualizações,  5 Visualizações Hoje