• 19 de janeiro de 2022 17:33

Mãe dá à luz a gêmeos depois de 7 abortos espontâneos e 6 tentativas de fertilização in vitro

dez 16, 2020

Persistência é tudo! A história de uma família fez sucesso na web ao revelarem a quantidade de tentativas de engravidar antes da tão esperada chegada dos primeiros filhos, um par de gêmeos.

“Depois de 1.054 dias tentando engravidar, 6 rodadas de fertilização in vitro em 3 clínicas diferentes, 97 consultas médicas, 6 cirurgias, 8 procedimentos, duas trompas de Falópio e um tumor retirados, mais de 1.000 injeções e pílulas, e 7 perdas gestacionais, é com grande empolgação e muito nervosismo que Alex e eu compartilhamos que dois bebês arco-íris estão a caminho, após uma longa tempestade”, disse Ashley Howard-Heimbuch.

A mulher de 34 anos publicou nas redes sociais a trajetória que passou antes da gestação ao lado do marido, Alex. Ela mesma explica que o casal “chegou ao fundo do poço”, mas não perdeu a esperança. Em junho de 2020, eles comemoraram a chegada dos bebês River e Brooks.

Ashley e Alex definitivamente foram persistentes. Por um ano, eles tentaram engravidar de forma natural. Quando perceberam que não estava dando certo, buscaram por ajuda profissional. No início de 2018, o diagnóstico foi de que as duas trompas de Falópio da mulher estavam bloqueadas, o que impediria o processo natural. “Senti muita dor, culpa, raiva e profunda tristeza, como se houvesse uma nuvem negra sobre mim”, contou ao site Love What Matters sobre quando recebeu a notícia dos médicos.

A opção que viria a seguir era a da fertilização in vitro (FIV). Foram seis tentativas em 22 meses. No quinto procedimento, Ashley descobriu que tinha um tumor benigno no útero e precisou passar por cirurgia, o que adiou o sonho de ser mãe mais um vez.

Com os bons resultados da retirada do tumor, a família decidiu tentar novamente. Seis semanas após o sexto processo de FIV, o teste de gravidez deu positivo! Se isso já não era alegria suficiente, o presente veio em dobro, já que eram gêmeos. 

“Nós até ouvimos seus batimentos cardíacos e foi o momento mais mágico de nossas vidas”, disse Ashley. Mas os desafios não tinham acabado. Depois de 13 semanas de gestação, a mãe foi diagnosticada com “útero encarcerado”, uma condição rara, e precisou passar por outra cirurgia, que, infelizmente, não deu certo. Dois dias depois, ela voltou ao centro cirúrgico para um procedimento de emergência.

primistili_nk78544372-2875511

A equipe médica conseguiu resolver a condição de Ashley e salvar os bebês. E, no dia 19 de junho deste ano, a família aumentou. “Agora eles estão aqui, estou lutando contra a depressão pós-parto. Há dias bons e ruins, mas estou fazendo o melhor que posso e amando meus filhos como nunca”, contou a mãe ao Daily Mail.

Mesmo depois de tantos obstáculos, Alex e Ashley deixam uma mensagem positiva. “Para aqueles de vocês que lutam contra a infertilidade, espero que mantenham suas esperanças também. Sua luta é parte da história, sua jornada louca, comovente, linda e alegre. E espero que, se você está lutando para se tornar mãe ou pai, mantenha o queixo erguido e siga em frente até que o milagre aconteça.”

Fonte: https://www.primistili.com.br/mae-da-a-luz-a-gemeos-depois-de-7-abortos-espontaneos-e-6-tentativas-de-fertilizacao-in-vitro